Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2006

Resgatando Historinhas do Tempo da Gloriosa

Por ALimaS
A repressão estava no ar. Todo mundo suspeito de alguma coisa, evitando o movimento das ruas. 
Medo absurdo de ser colhido por uma câmera indiscreta manejada pelo falso motorista de táxi ou pelo inocente vizinho, ou mesmo pelo meganha, à vista de todos e ser arrastado até uma delegacia para prestar esclarecimentos aos hômi, levar porrada e, quem sabe, até desaparecer na noite escura sem deixar rastro. 
Reunir-se com a turma na esquina para falar de futebol ou sobre outras futilidades, nem pensar. Corria-se o risco de ser preso em flagrante sob suspeita de estar pervertendo a ordem, conspirando contra o grande mandatário. 
 Foi nesse clima brabo que conheci uma jovem e idealista garota, com quem passaria a me corresponder através de cartas: eu à época um obscuro navegador dos mares bravios e ela uma fascinada estudante de Letras, até que a perderia de vista dois anos mais tarde, quando eu já pensava seriamente na possibilidade de dividir com ela o meu precário espaço naquele…